Carregando...

Gonioscopia

Esse exame ajuda a avaliar o ângulo da câmara anterior dos olhos, a íris e a superfície do cristalino usando lentes de aumento, colocadas em contato com a córnea, também determinará se o glaucoma já está instalado e qual é o seu tipo.

Gonioscopia


A gonioscopia não analisa somente o glaucoma, apesar de esta ser sua função mais comum. Ela também é utilizada para verificar outras anormalidades oculares, como tumores, cistos, aderências da íris ou algum possível trauma nos olhos.
Para realização do exame o paciente deve remover eventuais lentes de contato que esteja utilizando. Serão usados dois colírios, um deles anestésico e outro gelatinoso, que embaça a visão. Nenhum colírio para dilatação pupilar deve ser usado antes ou durante a gonioscopia. O exame deve ser realizado em condição de luminosidade adequada, determinada pelo oftalmologista. Em seguida, o paciente será posicionado em frente ao gonioscópio, um aparelho constituído por uma lente em forma de um cone truncado, que contém um espelho inclinado, e que é combinado com uma lâmpada de fenda, permitindo o estudo do ângulo formado entre a íris e a córnea. Usando uma substância gelatinosa o médico coloca esse aparato em contato com a córnea do paciente, que precisa manter o seu olhar fixo, e examina o interior da câmara anterior do olho, verificando o ângulo anterior, onde a íris e a córnea se encontram.
O paciente deve comparecer ao exame acompanhado de outra pessoa, porque poderá ter dificuldade em enxergar com nitidez por umas duas horas após o exame, em razão dos colírios que deverá usar, os quais embaçam a visão. O exame causa algum desconforto e deverá ser feito com fixação do olhar, o que faz com que seja algo difícil de ser realizado em crianças pequenas e em adultos pouco colaborativos.
A gonioscopia é indispensável para o diagnóstico e seguimento do glaucoma, basicamente para diferenciar casos de glaucomas de ângulo estreito de casos de glaucomas de ângulo aberto. É pelo ângulo da câmara anterior do olho que é drenado o humor aquoso, líquido que preenche a câmara anterior do olho e cujo acúmulo leva ao glaucoma.